Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Em inauguração de usina em SP, Marcos Pereira diz que Brasil não pode mais perder capital intelectual
Início do conteúdo da página

Em inauguração de usina em SP, Marcos Pereira diz que Brasil não pode mais perder capital intelectual

Criado: Sexta, 03 de Fevereiro de 2017, 15h07 | Publicado: Sábado, 04 de Fevereiro de 2017, 09h36 | Última atualização em Sábado, 04 de Fevereiro de 2017, 09h52

Foto MP inauguração usina 

Ministro participou de inauguração da primeira indústria de celulose e fibra extraída da palha de cana-de-açúcar

Brasília (3 de fevereiro) – O ministro Marcos Pereira afirmou nesta sexta-feira, durante cerimônia de inauguração da Usina Fibra Resist Celulose, em Lençóis Paulista (SP), que o Brasil não pode mais perder capital intelectual para outros países e que acelerar a análise dos pedidos de marcas e patentes é prioridade para o governo.

“Empresas como a Fibra Resist, que tem patente depositada no Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI), precisam desse registro para avançar. O Brasil não pode mais perder capital intelectual para outros países”, disse o ministro, destacando a atuação do Grupo CEM, que desenvolveu tecnologia inédita para iniciar as atividades da primeira indústria de celulose e fibra extraída da palha de cana-de-açúcar em processo frio no mundo.

“Fiquei bastante surpreso e feliz de ver uma ideia como esta nascer e prosperar no Brasil, apesar das dificuldades que todos conhecemos. Fiz questão de estar com vocês porque a Fibra Resist tem tudo para ser um marco mundial no aproveitamento da palha da cana-de-açúcar, que de problema passa a ser uma belíssima solução”, disse o ministro.

Durante o discurso, Marcos Pereira reafirmou que o Brasil precisa avançar em inovação para alcançar patamares internacionais. “Em relação às patentes, estamos avançando com bastante empenho para resolver problemas de atraso na análise de pedidos de marcas e patentes”.

O ministro lembrou que desde que assumiu o comando do MDIC já deu posse a 140 novos pesquisadores de patentes e marcas do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI) e que está trabalhando junto ao presidente Michel Temer para conseguir a convocação dos concursados que estão no cadastro de reserva.

Ele disse ainda que assinou protocolos importantes na área de propriedade intelectual com a União Europeia, a França, o Japão e a Organização Mundial de Propriedade Intelectual (OMPI). “O objetivo é trocar informações para elevar nosso padrão”, concluiu o ministro.

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 
(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic
 

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página