Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Últimas Notícias > Startups brasileiras fazem imersão em Xangai e Hong Kong
Início do conteúdo da página

Startups brasileiras fazem imersão em Xangai e Hong Kong

Programa StartOut Brasil possibilita a realização de conexões e negócios com investidores chineses

StartOut Brasil, programa de apoio à inserção de startups brasileiras nos mais promissores ecossistemas de inovação do mundo, realizou na última semana o quarto e último ciclo de 2019. Nesta edição, o programa levou 15 startups do Brasil para uma imersão em Xangai, na China.

Durante a missão, que começou no domingo (1/12) e terminou na sexta-feira (8/12), os empresários brasileiros tiveram oportunidades de contato com o mercado chinês por meio de Demodays, atividade em que as empresas apresentam seus pitches (discursos de apresentação de negócios) a especialistas do mercado local.

 

Entre as 15 startups brasileiras participantes do último ciclo do programa deste ano, duas obtiveram destaque especial: GoEPIK e SlicingDice. Ambas foram escolhidas pelos jurados chineses que participaram de dois Demodays realizados em Xangai e Hangzhou nos dias 4 e 5 de dezembro.

 

Além disso, os empresários participantes visitaram parques tecnológicos, incubadoras e aceleradoras em Xangai e em Hangzhou. Depois, algumas empresas seguiram para Hong Kong, onde tiveram a oportunidade de conhecer o ambiente de negócios, fazer contatos e apresentar suas empresas a potenciais parceiros locais.

 

As startups brasileiras tiveram acesso, ainda,  ao serviço de matchmaking, que permitiu aos empresários realizar reuniões com potenciais parceiros. Foram  feitas cerca de 35 reuniões focadas na busca de acesso ao mercado, financiamento, identificação de oportunidades, entre outros objetivos, o que possibilitou firmar conexões e negócios com empreendedores chineses.

 

“Ficamos felizes com o resultado imediato do programa, pois algumas startups já retornam ao Brasil com propostas de parcerias com empresas e investidores chineses”, informou o coordenador-geral de Inovação e Empreendedorismo Inovador do Ministério da Economia, Rafael Wandrey. 

 

Inscrições abertas

As inscrições para a primeira missão do StartOut Brasil de 2020 foram abertas nesta segunda-feira (9/12). Entre os dias 19 e 24 de abril, cerca de 15 startups serão levadas para Nova Iorque, nos Estados Unidos. Saiba mais.

 

StartOut Brasil

 

Trata-se de um programa de apoio à inserção de startups brasileiras nos mais promissores ecossistemas de inovação do mundo. Realizado pelo Ministério da Economia em conjunto com Ministério das Relações Exteriores (MRE), Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (SEBRAE) e Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores (Anprotec), o programa já passou por Buenos Aires, Paris, Berlim, Miami, Lisboa, Santiago, Toronto e Boston.

 

Empresas que participaram da missão em Xangai:

 

1. GoEPIK – Plataforma hipercustomizável de soluções para a transformação digital e para a Indústria 4.0.

2. Slicingdice – solução baseada em nuvem que fornece todas as ferramentas fundamentais usadas por técnicos e executivos para transformar os dados brutos em decisões orientadas para os negócios;

3. MUSCA – Desenvolve e instala uma tecnologia disruptiva para monitoramento e intervenção remota em elevadores.

4. Rocket.Chat – Plataforma de colaboração e comunicação corporativa;

5. Fastdezine –  Entrega projetos de design gráfico online e offline, mídia digital e desenvolvimento web;

6. Cheap2ship – Atua na intermediação de fretes internacionais e domésticos;

7. ALTAVE – Indústria aeroespacial que desenvolve soluções de videomonitoramento para os setores de segurança, agricultura e defesa.

8. Hype – Produz animações para o mercado publicitário e cria conteúdo para televisão e cinema;

9. MOB – Desenvolve projetos, produtos e soluções ligados à Indústria 4.0 para o aumento da produtividade industrial;

10. Mespper – Desenvolve, produz e comercializa software de realidade virtual e aumentada;

11. Everlog – Facilita processos de gestão de transportes de cargas;

12. CogniSigns - bio data, knowledge & health – Auxilia no diagnóstico clínico do Transtorno do Espectro Autista (TEA).

13. Molegolar – Possibilita a formação de plantas arquitetônicas de forma inovadora.

14. Due Laser – Startup desenvolvedora da Due Laser, máquina de corte e marcação a laser.

15. HOLOBOX – Desenvolvem projetores que geram imagens virtuais e proporcionam uma experiência para o usuário com objetos reais e hologramas.

registrado em:
Fim do conteúdo da página