Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > “É preciso destravar setores que geram emprego no Brasil”
Início do conteúdo da página

“É preciso destravar setores que geram emprego no Brasil”

Criado: Quarta, 13 de Fevereiro de 2019, 17h13 | Publicado: Quarta, 13 de Fevereiro de 2019, 17h13 | Última atualização em Quarta, 13 de Fevereiro de 2019, 17h28

IMG 1422 editada

Afirmação do Secretário Especial Carlos Da Costa durante evento da CBIC reforça compromisso do Governo em desburocratizar setores estratégicos

O Secretário Especial da Produtividade, Emprego e Competitividade, Carlos Da Costa, participou na tarde desta quarta-feira (13) da Reunião de Dirigentes da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), em Brasília/DF. Em sua fala, o Secretário reforçou a posição do Governo em “desburocratizar setores que geram emprego - como a construção, o comércio e as pequenas empresas - a partir da melhoria do ambiente de negócios, reduzindo juros e impostos”.

O Secretário citou a Reforma da Previdência, as privatizações para diminuição da dívida pública e a Reforma do Estado - diminuindo cargos e digitalizando serviços - como frentes importantes para a retomada do crescimento. “Não iremos aumentar impostos, nós iremos é diminuir a dívida e a burocracia, que são entraves que impedem o setor privado de deslanchar”, afirmou Da Costa.

Já sobre a manutenção do Minha Casa Minha Vida, o Secretário reafirmou a importância da iniciativa: “o Brasil precisa de habitação, mas o Programa, assim como as obras públicas, precisa ser melhorado - incluindo mais segurança jurídica para investidores”. O Secretário Carlos Da Costa finalizou sua fala pontuando que “os três setores que mais geram empregos no Brasil são construção, comércio e pequenas empresas e que, por isso, precisam ser destravados, com apoio do Governo”.

CBIC

Fundada em 1957, a CBIC reúne 90 sindicatos e associações patronais do setor da construção, presentes nas 27 unidades da Federação. Ela representa institucionalmente o setor e promove a integração da cadeia produtiva da construção em âmbito nacional, contribuindo para o desenvolvimento econômico e social do país.

Por intermédio de suas comissões técnicas, a CBIC publica estudos diversos, produzidos por especialistas de notório conhecimento, e realiza eventos multidisciplinares destinados ao debate e capacitação de dirigentes e empresários.

A entidade também atua na articulação dos diversos segmentos da construção como interlocutora formal no encaminhamento de temas e propostas junto aos Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário; agentes financiadores; além de outras entidades em setores diversos e a Academia. Ela posiciona a construção civil e o mercado imobiliário nos debates de interesse do Brasil e contribui com propostas para a solução de problemas, tendo como interesse maior o desenvolvimento do país e da sua população.

A CBIC ainda integra a Federação Interamericana da Indústria da Construção (FIIC) é filiada à Confederação Internacional das Associações de Construção (CICA), da qual assumiu uma das vice-presidências.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página