Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Marcos Troyjo reforça compromisso com processo de abertura da economia brasileira
Início do conteúdo da página

Marcos Troyjo reforça compromisso com processo de abertura da economia brasileira

Criado: Segunda, 11 de Fevereiro de 2019, 15h11 | Publicado: Terça, 05 de Fevereiro de 2019, 15h15 | Última atualização em Segunda, 11 de Fevereiro de 2019, 15h11

fotoBw 05fev19

Maior integração do Brasil ao comércio internacional vai gerar riquezas, disse o secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia

O secretário especial de Comércio Exterior e Assuntos Internacionais do Ministério da Economia, Marcos Troyjo, reforçou nesta terça-feira (5) que o governo vai promover a abertura da economia brasileira nos próximos quatro anos. “Que ninguém tenha dúvida disso”, afirmou, ao participar do ciclo de debates “Desafios da Economia em 2019”, promovido pelo jornal Correio Braziliense.

A abertura da economia vai ocorrer, assegurou o secretário, com instrumentos como a simplificação burocrática, a queda de impostos e as ações negociadoras, entre outras possibilidades. “Vamos chegar ao final desse período de quatro anos e ver uma economia muito mais integrada”, disse.

Troyo ressaltou, entretanto, que neste primeiro momento o desafio do governo é estruturar o Brasil para o atual cenário de competição no comércio internacional. “Há uma agenda de terraplanagem, de correção de erros do passado, de redução do custo Brasil, que passa necessariamente pelas reformas”, afirmou.Com os ajustes na economia promovidos pelo Governo, a ampliação dos fluxos de exportações e de importações ajudará a reforçar a geração de riquezas do país.

“O comércio internacional ainda representa parcela pequena de nosso Produto Interno Bruto”, disse secretário. O desafio, portanto, é ampliar a corrente de comércio, como um todo. Ele afirmou, ainda, que é positivo o Brasil ser um grande exportador de commodities. “Não tem problema nenhum de o Brasil ser um grande ator no campo das matérias-primas e também em produtos de alto valor agregado”, destacou.

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página