Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Marcos Jorge: 'Cadeia automotiva é motor para dinamizar a economia nacional'
Início do conteúdo da página

Marcos Jorge: 'Cadeia automotiva é motor para dinamizar a economia nacional'

Criado: Terça, 06 de Março de 2018, 13h21 | Publicado: Terça, 06 de Março de 2018, 13h21 | Última atualização em Quarta, 07 de Março de 2018, 18h39

06.03.2018 Renault

Ministro participou, nesta terça-feira, da inauguração da Fábrica de Injeção de Alumínio da Renault

São José dos Pinhais (6 de março) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, destacou nesta terça, no Paraná, a importância da cadeia automotiva para a economia brasileira. Como apontou o ministro na cerimônia de inauguração de uma Fábrica de Injeção de Alumínio da Renault em São José dos Pinhais, o Brasil é um dos principais mercados mundiais de produção e comercialização de veículos automotores.

“A participação do setor automotivo no PIB Industrial é de cerca de 22%, e 4% do PIB total. O setor emprega direta e indiretamente cerca de 1,6 milhão de trabalhadores”, disse o ministro.

“O MDIC está comprometido com o setor, com a abertura do comércio internacional, bem como com o aumento, não apenas da produtividade, mas também dos níveis de inovação na indústria brasileira”, completou.

Marcos Jorge foi recebido pelo governador do Paraná, Beto Richa, pelo presidentes da Renault Olivier Murguet (América Latina) e Luiz Pedrucci (Brasil) e pelo prefeito de São José dos Pinhais, Toninho Fenelon. O ministro explicou às autoridades, empresários e funcionários presentes na cerimônia de inauguração da fábrica, os esforços do governo federal para abrir novos mercados para o setor.

“As exportações para países com quem temos acordos cresceram bastante no ano passado, como foi o caso da Argentina, principal destino das nossas exportações: houve um crescimento de 43% das nossas vendas. Com o início da vigência do Acordo Automotivo com a Colômbia, vamos poder exportar 25 mil unidades já a partir deste ano”, disse.

Para o governador Beto Richa, a nova fábrica da Renault será uma oportunidade para alavancar ainda as exportações e dinamizar a economia de São José dos Pinhais e do Paraná. Segundo dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), a indústria paranaense produz mais de 83 bilhões de reais por ano e oferece mais de 760 mil empregos diretos.

“Temos recebido investimentos sistemáticos no setor automotivo. É um uma grande honra para nosso estado sediar mais uma fábrica da Renault. Como resultado, teremos geração de riqueza, emprego e renda”, disse Richa.

O presidente da Renault América Latina Olivier Murguet explicou que a nova fábrica da Renault no Paraná será a primeira da empresa a produzir cabeçotes de alumínio. Ele também destacou o crescimento de vendas da montadora  nos últimos meses.

“No ano passado, 38% da nossa produção foi exportada. Nesse ano, as vendas na América Latina aumentaram 10% em 2018. Em janeiro e fevereiro, já acumulamos um aumento de 25%”, disse.

São José dos Pinhais

As exportações de São José dos Pinhais cresceram 26% em 2017, quando as empresas instaladas na cidade venderam US$ 2,1 bilhões para o exterior. O município se configurou como o segundo maior exportador paranaense no ano passado, sendo responsável por 10,9% de tudo que o estado embarcou para mercados estrangeiros. As importações foram de US$ 1,9 bilhão em 2017. Com isso o saldo comercial do município ficou positivo em US$ 204 milhões.

O setor automotivo é o principal agente do desempenho do município na balança comercial brasileira. As exportações de automóveis de passageiro foram 44% do total, seguidas por veículos de transporte (13%). As autopeças e os motores representaram quase 12% do valor exportado, no ano passado.

Grupo Renault

O Grupo Renault é uma empresa internacional com raízes francesas. Foi fundado há 115 anos e está presente em 128 países. Por meio de um joint venture com a Nissan, o Grupo Renault tem hoje 120 mil funcionários é o quarto maior fabricante de veículos do planeta.

A empresa tem atividade no Brasil desde 1990 como importadora de veículos. A partir de 1998, iniciou suas operações de montagem.

Em agosto do ano passado, a Renault anunciou investimentos de R$ 750 milhões para ampliação da fábrica de motores (CMO) e construção da nova unidade fabril para injeção de alumínio (CIA), inaugurada nesta terça.

 

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 

(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página