Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Marcos Jorge participa da maior feira de brinquedos da América Latina
Início do conteúdo da página

Marcos Jorge participa da maior feira de brinquedos da América Latina

Criado: Segunda, 05 de Março de 2018, 19h04 | Publicado: Segunda, 05 de Março de 2018, 19h04 | Última atualização em Segunda, 05 de Março de 2018, 19h33

05.03.2018 abrinq

Segundo dados da Abrinq, faturamento da produção nacional foi de R$ 3,46 bilhões no ano passado

São Paulo (5 de março) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, participou nesta segunda da 35ª Feira Internacional de Brinquedos, a Abrin 2018. É o maior evento do setor na América Latina e a terceira maior feira de brinquedos do mundo.

Como destacou o ministro na abertura da Abrin 2018, o governo brasileiro está atento ao crescimento do setor nos últimos anos e tem se empenhado para melhorar o ambiente de negócios no país.

“O setor de brinquedos tem crescido na última década. Pelo que vi hoje na feira, tenho certeza que, em 2018, haverá novo crescimento. É um setor que investe muito em design e inovação e apresenta produtos muito competitivos”, destacou Marcos Jorge.

Segundo dados da Abrinq (Associação Brasileira dos Fabricantes de Brinquedos), o faturamento da produção nacional do setor somou R$ 3,46 bilhões em 2017, o que significou um aumento de 10% em relação a 2016 (R$ 3,15 bilhões).

Ainda de acordo com a Abrinq, a produção de brinquedos tem crescido de forma consistente nos últimos anos. De 2008 a 2017, o valor passou de R$ 963 milhões para R$ 3,46 bilhões – um aumento de 259%. Também cresceu o número de trabalhadores empregados por essa cadeira: nos últimos 8 anos, os postos de trabalho do setor passaram de 22 mil para aproximadamente 33,7 mil.

Como apontou o presidente da Abrinq, Sinésio Batista, a indústria brasileira passa por um “excelente momento”. “Nós não demitimos há mais de quatro anos e hoje somos responsáveis por quase 60% do mercado doméstico”, informou.

A perspectiva da Abrinq é que sejam investidos R$ 926 milhões em tecnologia e bens de capital até 2020. Uma das metas traçadas pelo setor é alcançar participação de 70% do mercado doméstico até 2021.

Balança comercial do setor

Apesar do crescimento da produção nacional de brinquedos nos últimos anos, a balança comercial do setor ainda é deficitária. Em 2017, foram importados US$ 412 milhões e exportados US$ 105 milhões, resultando num déficit de US$ 306 milhões.

As principais origens dos brinquedos importados pelo Brasil são China, México, Vietnã, Indonésia e Malásia.

Já os brinquedos brasileiros são exportados, principalmente, para Paraguai, Argentina, Uruguai, Bolívia e Chile.

Abrin 2018

A 35ª Feira Internacional de Brinquedos vai até o dia 8 de março no Expo Center Norte, em São Paulo. Haverá 130 expositores e visitantes de todo Brasil e de outros vinte países. Mais de brinquedos deverão ser lançados nos próximos dias. O evento não é aberto ao público.

 

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 

(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página