Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Marcos Jorge faz balanço das medidas de incentivo à inovação na indústria
Início do conteúdo da página

Marcos Jorge faz balanço das medidas de incentivo à inovação na indústria

Criado: Sexta, 02 de Março de 2018, 19h39 | Publicado: Sexta, 02 de Março de 2018, 19h39 | Última atualização em Segunda, 05 de Março de 2018, 12h27

LRM EXPORT 20180302 112303

Ministro participou hoje, na CNI, em SP, de reunião da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI)

(São Paulo, 2 de março) – O ministro da Indústria, Comércio Exterior e Serviços, Marcos Jorge, falou, nesta sexta-feira, para cerca de 200 integrantes da Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) sobre as medidas que estão sendo adotadas pelo MDIC para incentivar e aperfeiçoar o ambiente de inovação no Brasil.

Entre as principais ações, segundo o ministro, estão as medidas de reestruturação do Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI), órgão vinculado ao MDIC. “Desde o início desta gestão, há 22 meses, o MDIC tem trabalhado para garantir a reestruturação do sistema brasileiro de propriedade industrial”, informou.

Segundo o ministro, com a ajuda de parceiros nacionais e estrangeiros, MDIC, INPI e Agência Brasileira de Desenvolvimento Industrial (ABDI), implementam e estudam uma série de medidas para reestruturar o sistema e reduzir o backlog de análise de marcas, patentes e desenhos industriais.

“As medidas recentes de modernização do sistema de propriedade industrial brasileiro já promoveram avanços significativos. Em 2017, o Instituto, pela primeira vez em 17 anos, reduziu o estoque de patentes em 7,6%. Os estoques de marcas e de desenhos industriais tiveram resultados igualmente positivos de redução de 14,9% e 26%, respectivamente”, explicou.

Os resultados foram atingidos após a contratação de 210 servidores, o que representou um acréscimo de 25% do quadro funcional do INPI. Além disso, houve alteração de marcos infralegais, como a Portaria Conjunta INPI-ANVISA para Anuência Prévia.

Publicada em abril de 2017, a norma trouxe novo procedimento de registros de contratos de transferência de tecnologias, e a implementação do sistema E-RPC, por meio do qual já é possível conseguir registro de software no INPI em 10 dias. Antes disso, a demora podia chegar a cem dias.

Para avançar ainda mais, houve a assinatura de um Acordo de Cooperação Técnica entre INPI e ABDI, para reformulação de processos e investimentos em infraestrutura e soluções tecnológicas para o INPI. “Estamos em linha com o que está sendo feito pelos maiores escritórios de patente do mundo”, disse o ministro. Serão investidos R$ 40 milhões.

Em outra frente de atuação, MDIC e INPI firmaram acordos de Patent Prosecution Highway (PPH) com Estados Unidos, União Europeia, Japão, China e países latinoamericanos, para o compartilhamento de informações e a aceleração de exames técnicos de pedidos de patentes. Também estão sendo negociados acordos com o Reino Unido e a Dinamarca.

Suframa

Em relação à Zona Franca de Manaus (ZFM), o ministro destacou ações deste modelo de política pública de desenvolvimento regional que, segundo ele, tem demonstrado eficiência não apenas na perspectiva industrial, que é a sua principal vocação, mas também nos aspectos social e ambiental.

“O modelo garante milhares de empregos de qualidade na Região Norte do País e colabora, diretamente, para a conservação da Floresta Amazônica”, lembrou. Além disso, destacou a retomada da regularidade das reuniões do Conselho de Administração da Suframa (CAS). Em 2017, foram aprovados pelo Conselho 142 projetos industriais e de serviços. Os investimentos ultrapassam o valor de US$ 2,1 bilhões e a estimativa de postos de trabalho a serem gerados chega cerca de 4 mil vagas ao longo dos próximos três anos.

A atuação do MDIC, de acordo com Marcos Jorge, também promoveu a expressiva redução do backlog de relatórios de P&D pendentes de análise na Suframa. Entre o início de 2016 até meados de 2017, o tempo médio de análise passou de seis anos para cerca de três anos. E a meta é a redução completa dos estoques de processos até o final de 2018.

“Tais medidas demonstram foco em fomentar pesquisa, desenvolvimento e inovação, como base importante da evolução econômica”, destacou. O MDIC trabalha ainda, juntamente com a Suframa, para simplificar os processos de análises de projetos que já tenham alcançado resultados em outros ciclos.

MEI

A Mobilização Empresarial pela Inovação (MEI) foi lançada em 2008 e, desde então, trabalha com o objetivo de fomentar a inovação nas empresas brasileiras e reforçar o desenvolvimento científico, tecnológico e de inovação do país. Conduzidos pelo Comitê de Líderes Empresariais, os encontros da MEI contam também com a participação do governo, em diálogo permanente para a construção de uma agenda pela inovação.

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 

(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página