Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Notícias > Empresários participam de workshop de internacionalização em Buenos Aires
Início do conteúdo da página

Empresários participam de workshop de internacionalização em Buenos Aires

Criado: Terça, 10 de Outubro de 2017, 18h15 | Publicado: Terça, 10 de Outubro de 2017, 18h15 | Última atualização em Segunda, 16 de Outubro de 2017, 10h52

Argentina terca feira

Empreendedores de 13 startups e 22 empresas tradicionais foram selecionados para participar de uma semana de imersão no mercado argentino

Buenos Aires (10 de outubro) - Representantes de 35 empresas brasileiras participaram, nesta terça-feira, do “Workshop do Plano de Expansão Internacional”, em Buenos Aires. O curso, organizado pela Apex-Brasil em três módulos (estratégia, análise de mercado e operação internacional), faz parte da agenda de trabalho das missões de internacionalização de startups e de empresas. A primeira missão, a das startups, é organizada pelo MDIC, Apex-Brasil, Sebrae, em parceria com a Anprotec e a ABStartups.

No workshop foram apresentadas estratégias e ferramentas para as empresas que têm interesse em se internacionalizar. Como explicou Juarez Leal, coordenador de internacionalização da Apex-Brasil, os empreendedores brasileiros devem levar em conta, entre outros aspectos, as distâncias políticas, geográficas e culturais. “A escolha de um novo mercado também deve considerar os modos de entrada: licenciamento, franchising ou investimento direto”, disse.

Leal também apontou a necessidade de as empresas conhecerem seu diferencial. “Os empresários devem se perguntar qual é o melhor eixo da empresa: produto, venda, marca ou distribuição? A partir daí, é possível desenhar a vantagem concorrencial que vai colocá-los à frente”, destacou.

Na avaliação de Braúlio Bonoto, da empresa Psicologia Viva, que conecta psicólogos e pacientes, a principal dificuldade para as startups é o processo de captação de capital financeiro e humano.

“Nós iniciamos nossas operações no Chile no mês passado e a Argentina é um país importante para o mercado em que atuamos. Esta missão está nos ajudando bastante, possibilitando conexões, acesso a prestadores de serviços, a empresas estratégicas para que a gente possa introduzir a nossa solução aqui”, afirmou.

A lista de benefícios para as empresas que se internacionalizam é longa. Como explicou o coordenador de internacionalização da Apex-Brasil, os empreendedores se diferenciam perante concorrentes nacionais, têm acesso a mercado financeiros estrangeiros, desenvolvem equipes multiculturais e também têm capacidade de inovação tecnológica potencializada.

Balança comercial

A Argentina é o terceiro principal parceiro comercial do Brasil. De janeiro a setembro deste ano, foram exportados US$ 12,8 bilhões para o país vizinho. Houve um crescimento de 29,5% em relação ao mesmo período do 2016. As importações oriundas da Argentina somaram US$ 6,9 bilhões. Com esses dados, a balança comercial brasileira é superavitária em US$ 5,8 bilhões.

Entre os principais produtos vendidos para a Argentina estão automóveis de passageiros (com 27% do total), veículos de carga (11%), partes e peças para veículos e tratores (6,2%) produtos manufaturados (3,9%) e tratores (3,6%). As importações também se concentram no setor automotivo: veículos de carga (18%) e automóveis de passageiro (14%). O Brasil também compra trigo em grãos (10%), polímeros de etileno, propileno e estireno (4,3%) e malte (2,1%).

De janeiro a setembro deste ano, 5.911 empresas brasileiras exportam para a Argentina e outras 3.281 importaram produtos do país vizinho. Houve um crescimento tanto no número de exportadores (328 empresas; 5,9%) como no de importadores (99; 3,1%)

Missão de internacionalização  

De tarde, os empreendedores que integram a missão tiveram uma rodada de reuniões com prestadores de serviço argentinos. Eles agendaram reuniões de trinta minutos com advogados, contadores, gestores de recursos humanos, entre outros especialistas, para levar perguntas objetivas e dúvidas pontuais sobre o mercado na Argentina.

Ao final do dia, Fernando Johann, diretor da "Hacer Historia Consultores", Rocío Riveras, da Wolox e Miguel Warley, da Incubando Salud, avaliaram as apresentações dos empreendedores, chamadas de pitches.

Missão de internacionalização à Argentina

Treze startups participam da missão de internacionalização: Myleus Facility (setor de biotecnologia), Cloud CRM Sistemas4milkSafe Trace (agrotecnologia), Reciclapac (logística), Tracksale (experiência de clientes), Verde Ghaia (SAS) e Belasis (fintech de beleza e bem estar), Estante Mágica (educação), Psicologia Viva (market place e saúde), MedLogic (saúde), Hub2b e Lett Insights (e-commerce).

Nesta quarta-feira (11), serão realizadas visitas técnicas às aceleradoras NXTP e Wayra, à Invest BA e ao Mercado Livre. Às 19h, haverá um encontro com empreendedores de startups argentinas.

Confira aqui a programação completa da missão de internacionalização de startups

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 
(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página