Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Secretária-executiva do MDIC anuncia medidas para artesãos brasileiros no 10º Salão do Artesanato

05.04.18 yana.salão.do.artesanato

Neste ano, a Secretaria Especial da Micro e Pequena Empresa irá lançar o Portal do Artesanato e a Nova Base Conceitual do Artesanato

Brasília (4 de abril) - A secretária-executiva do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), Yana Dumaresq, participou nesta quarta-feira da abertura do 10º Salão do Artesanato. O evento, que reúne 1.500 artesãos de todo país, acontece até domingo (8/4) em Brasília.  

Dumaresq destacou ações previstas pela Secretaria da Micro e Pequena Empresas (Sempe) do MDIC para o artesanato. Neste ano, será lançado o Portal do Artesanato Brasileiro. A ferramenta irá proporcionar o acesso a informações setoriais e a serviços voltados ao artesão. O portal permitirá, por exemplo, o registro de novos artesãos e o monitoramento do escoamento da produção. No primeiro semestre de 2018 também será publicada a Nova Base Conceitual do Artesanato.

“Outra frente de atuação do Programa do Artesanato Brasileiro (PAB) são as feiras. Para este ano, está prevista a participação em quatro feiras de dimensão nacional e em outras sete feiras regionais. A realização desses eventos, sem dúvida, colabora para que o artesão brasileiro aumente sua rede de contatos comerciais e, consequentemente, suas vendas”, disse.

Dumaresq também destacou a criação da Coordenação Nacional do Artesanato Brasileiro. “Trata-se de uma reivindicação antiga das coordenadorias estaduais. A área será criada na estrutura da Sempe e funcionará subordinada ao Departamento de Empreendedorismo e Artesanato. A nova coordenação terá a função de gerir as ações promovidas pelo PAB e apoiar as coordenações estaduais em suas ações”, explicou Dumaresq.

A secretária-executiva do MDIC lembrou do valor do artesanato para a economia brasileira. De acordo com dados do IBGE, o Brasil tem hoje 8 milhões de artesãos. O setor movimenta perto de R$ 50 bilhões todos os anos, o que representa 3% do PIB.

“Só aqui neste evento a expectativa é que sejam fechados negócios no valor de R$ 6 milhões em cinco dias”, disse. “Nosso artesanato é conhecido mundialmente não apenas pela qualidade, mas, sobretudo, pela criatividade. A venda de peças brasileiras em mercados estrangeiros, muitos deles com elevado grau de exigência, demonstra a qualidade dos produtos produzidos pelas mãos dos nossos artesãos”, completou.

O secretário da Micro e Pequena Empresa, José Ricardo da Veiga, também participou da abertura do 10º Salão do Artesanato. Em sua mensagem de boas-vindas aos artesãos, Veiga reforçou o apoio do MDIC ao setor.

“O ministro Marcos Jorge sabe da importância do artesanato. Com o retorno da Secretaria da Micro e Pequena Empresa para o MDIC, mantemos o diálogo aberto com os artesãos. Temos avançado em temas importantes e tenho certeza que continuaremos avançando neste ano”, disse.

 

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 
(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página