Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sustentabilidade

Atualizado em: 26/06/2018

 

Sobre a Coordenação-Geral de Energia e Desenvolvimento Sustentável

A Coordenação-Geral de Energia e Desenvolvimento Sustentável é a área do MDIC responsável pela promoção e inclusão dos temas de sustentabilidade como fator de competitividade industrial. Dentre as principais linhas de atuação do MDIC nessa área estão: mudanças climáticas, recursos hídricos, economia circular, Produção e Consumo Sustentáveis, eficiência energética e energias renováveis.

 

Introdução e Objetivo de Desenvolvimento Sustentável (ODS)

O desenvolvimento sustentável se destaca hoje como princípio orientador de políticas públicas em todo o mundo. Inicialmente o conceito abrangia apenas objetivos de sustentabilidade ambiental, econômica e social, mas teve seu escopo progressivamente ampliado, culminando na adoção da Agenda 2030 por 193 países membros da ONU. A agenda 2030 consolidou a introdução de novas temáticas ao desenvolvimento sustentável tais como: indústria, inovação, infraestrutura, trabalho, crescimento econômico, paz e justiça, mudanças climáticas, dentre outros, consagrados nos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) e suas 169 metas a serem atingidas até 2030. A indústria figura explicitamente no ODS 9 - Indústria, Inovação e Infraestrutura - mas a contribuição do setor é indispensável para o atingimento de outros ODS como, por exemplo, o ODS 6 (Agua Limpa e Saneamento), ODS 7 (Energia Acessível e Limpa), ODS 12 (Consumo e Produção Responsáveis), ODS 13 (Combate às Alterações Climáticas).

Para saber mais sobre os ODS, clique aqui  

Para saber mais sobre a atuação da Comissão Nacional para os ODS, acesse este link 

O MDIC reforçou seu compromisso em relação à Agenda 2030 e aos ODS com a adesão à Rede Brasileira do Pacto Global das Nações Unidas no dia 20/06/2018, tornando-se o primeiro órgão do Poder Executivo Federal signatário da iniciativa. De acordo com o Ministro Marcos Jorge de Lima, a sustentabilidade é um tema da maior relevância na agenda global e de grande preocupação para o MDIC e para o setor industrial brasileiro, pelo seu impacto direto na competitividade.

 

Mudanças Climáticas

O combate às alterações climáticas, além da mitigação de emissões de gases de efeito estufa e da adaptação da indústria as alterações inevitáveis, demanda a transição para uma economia industrial de baixo carbono que trará novas oportunidades e desafios para o Brasil. Os períodos prolongados de seca que experimentamos com preocupante frequência e seus impactos na produção industrial destacam a importância de desenvolver cada vez mais a gestão de recursos hídricos na indústria, o reuso e o disseminação de novas tecnologias que garantam a quantidade e a qualidade da disponibilidade de água para toda a sociedade.

Com o objetivo de contribuir para o esclarecimento dos compromissos climáticos assumidos pelo Brasil e seus impactos sobre a competitividade industrial, a Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial (SDCI), com apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI) elaborou o livro “ Mudança do Clima e Indústria Brasileira: iniciativas e recomendações estratégicas para a implementação e financiamento da NDC do Brasil”. O lançamento da publicação ocorreu no dia 19/06/2018 na sede da CNI. O livro avalia os principais resultados do Plano Nacional da Indústria, apresenta recomendações para o Comitê Técnico da Indústria de Baixo Carbono e propõe recomendações para o setor industrial sobre a NDC Brasileira.

Nota à Imprensa

 

Recursos Hídricos

Recursos hídricos são fatores-chave para a competitividade industrial em termos da continuidade das operações e da viabilização de novos investimentos.  A Secretaria, com apoio da Confederação Nacional da Indústria (CNI), elaborou o livro “ Água e Indústria – Experiências e Desafios”.  No dia 19 de março a obra foi lançada em Brasília no 8o Fórum Mundial da Água.  O livro apresenta práticas do uso racional da água na indústria que necessitam serem disseminadas para empresas desse setor e para outras atividades econômicas.  Representa importante contribuição para o uso adequado desse recurso escasso.  

Nota à Imprensa

 

 

Para informações adicionais, entrar em contato por meio do telefone ( 61) 20277517 ou pelo e-mail Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Fim do conteúdo da página