Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

GAN

Grupo de Alto Nível Brasil Suécia em Aeronáutica - GAN

 

Atualizado em: 10/12/2018.

Grupo de Alto Nível Brasil-Suécia em Aeronáutica

O Grupo de Alto Nível Brasil Suécia em Aeronáutica - GAN foi criado durante a reunião da Comissão Mista de Cooperação Econômica, Comercial e Tecnológica, ocorrida em 21/05/2015. O Grupo é coordenado pela Secretária-Executiva do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior - MDIC e pelo Secretário de Estado do Ministério da Empresa e Inovação da Suécia (Ministry of Enterprise and Innovation).

A criação do GAN pode ser considerada um desdobramento da compra de 36 aviões de caça suecos realizada pelo Governo brasileiro. Uma das principais razões para a escolha da empresa sueca frente aos demais concorrentes foi a transferência de tecnologia e a possibilidade de inserção das empresas brasileiras na cadeia de fornecimento global da Saab, por meio da fabricação de alguns componentes do caça Gripen NG, proporcionando, ao Brasil, o acesso a novos mercados.

As atividades do Grupo, assim como a cooperação econômica, comercial e tecnológica Brasil-Suécia, estão amparadas nos seguintes documentos:

  • Acordo Brasil-Suécia sobre Cooperação Econômica, Comercial e Tecnológica, de 1984; e
  • Protocolo Adicional de cooperação em Alta Tecnologia Industrial Inovadora.

 

Reuniões do GAN

A primeira reunião do GAN aconteceu em 19/10/2015, na qual acordou-se:

  • Estabelecer um Grupo de Trabalho no âmbito do GAN constituído de pessoas selecionadas dos dois países, utilizando a estrutura do já estabelecido Comitê Aeronáutico do GAN;
  • Realizar um encontro do Grupo de Trabalho, no decorrer de 2016, com vistas a desenvolver um Plano de Trabalho detalhando a especificação dos projetos (objetivos, processos e métodos para cooperação contínua tanto na área civil quanto na militar); e
  • Realizar o segundo encontro do GAN no 4º trimestre de 2016 quando os resultados do Grupo de Trabalho serão apresentados para discussão e decisão.

A segunda reunião do GAN aconteceu em 18/10/2016 e contou com a participação de cerca de 60 pessoas de 28 instituições brasileiras e suecas. O encontro estabeleceu um Termo de Referência e um Plano de Trabalho para a cooperação.

Em 26/10/2017, foi realizada a terceira reunião do GAN, coordenada pelo Secretário-Executivo do MDIC. Neste Grupo, a Secretaria de Desenvolvimento e Competitividade Industrial - SDCI é a coordenadora executiva dos trabalhos técnicos e responsável pela definição da agenda e articulação com parceiros.

Nesse terceiro encontro do Grupo, além da apresentação usual dos avanços obtidos, especialmente em termos de apoio a projetos para o desenvolvimento conjunto de tecnologias, foi aprovado o Plano Estratégico de Longo Prazo para a parceria. Considerando o horizonte 2018-2022, o documento lista áreas prioritárias para serem apoiadas em projetos de inovação e outras que serão objeto de estudo.

Na quarta reunião do GAN, ocorrida em 21/11/2018, foram apresentadas as atividades em andamento no âmbito da cooperação e o Estudo de Domínio Aéreo, prevendo a elaboração de cenários baseados nas necessidades mútuas para o desenvolvimento de novos produtos e tecnologias conjuntas.

Também foi objeto desse quarto encontro, uma sessão conjunta do GAN com o GTATI – Grupo de Trabalho em Alta Tecnologia Industrial Inovadora. Nesta sessão, realizou-se uma avaliação estratégica da cooperação, os resultados alcançados, as lições apreendidas e os caminhos a serem perseguidos para sua ampliação.

Ao final do encontro, foi apresentado o plano de trabalho para o biênio 2019/2020 e aprovadas as atualizações propostas nos documentos que orientam os trabalhos do Grupo.

Atividades já desenvolvidas

Para 2018, o Plano de Trabalho previa a realização de um Workshop no Brasil, sendo que este ocorreu em setembro, em Belo Horizonte, ampliando o eixo da cooperação para além da região de São José dos Campos em SP. O Workshop contou com a participação de cerca de 80 pessoas e envolveu governo, academia e indústria para a construção de parcerias.

Em relação aos projetos, 7 propostas foram aprovadas em duas chamadas públicas, uma FINEP-Vinnova e outra SENAI-Vinnova, sendo que 6 já receberam apoio de ambos os governos para o desenvolvimento de soluções e inovações para o setor.

No intercâmbio de pesquisadores, desde de 2014 já se contabilizam 370 propostas de pesquisa, com 54 projetos aprovados, envolvendo 26 universidades, sendo 25 de doutorado sanduíche e 29 de pós-doutorado.

Além disso, em 2018, foi desenvolvido o site conjunto da cooperação: http://brasweaic.org/.

Próximos passos

Para o período 2019-2020, o Plano de Trabalho prevê a aprovação de novos projetos de pesquisa aeronáutica, a realização de um novo Workshop, a continuidade do Estudo de Domínio Aéreo, além da realização de quatro encontros do Comitê Executivo e de uma nova reunião do GAN.

 Documentos para download:

HLG Final Signed


 

Fim do conteúdo da página