Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Pró-Ética 2017 abre inscrições

Programa fomenta a adoção pelo setor empresarial de medidas de prevenção e combate à corrupção; inscrições serão recebidas até 28 de abril

Brasília (9 de fevereiro) - Estão abertas até 28 de abril as inscrições do Pró-Ética 2017, programa que busca fomentar a adoção voluntária de medidas de integridade e de prevenção da corrupção junto ao setor empresarial. Podem participar da iniciativa todas as sociedades empresárias e simples, fundações, associações de entidades ou pessoas e sociedades estrangeiras, regularmente constituídas e que tenham sede, filial ou representação no território brasileiro.

As empresas interessadas em participar do programa devem preencher o Formulário de Solicitação de Acesso ao Sistema e seguir as orientações descritas no site do Pró-Ética. Não será cobrado qualquer valor para inscrição, avaliação ou para a divulgação da participação das empresas, quando aprovada, na lista anual do Pró-Ética.

Pro-Ética

Instituído em 2010, o Pró-Ética é resultado da conjugação de esforços entre os setores público e privado – inicialmente uma parceria da Controladoria-Geral da União (CGU) e o Instituto Ethos de Empresas e Responsabilidade Social.

A iniciativa busca incentivar a adoção voluntária de medidas de integridade pelas empresas, por meio do reconhecimento público daquelas que, independente do porte e do ramo de atuação, mostram-se verdadeiramente comprometidas com a prevenção e o combate à corrupção e outros tipos de fraudes. As empresas, ao se posicionarem afirmativamente pela prevenção e pelo combate de práticas ilegais, colaboram na redução dos riscos de ocorrência de fraude e corrupção nas relações entre o setor público e o setor privado. 

O Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC), representado pela Secretaria de Comércio e Serviços (SCS), participa do Comitê Gestor do Pró-Ética. Além dos parceiros inicias a CGU (como Secretaria Executiva do Comitê) e o Instituto Ethos, o Comitê conta também com a participação da Confederação Nacional de Indústrias (CNI), Federação Brasileira de Bancos (Febraban), BM&F Bovespa, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil), Instituto de Auditores Independentes do Brasil (Ibracon), Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) e Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial (ETCO).

A edição 2016 do Pró-Ética contou com a participação de 195 empresas de todos os portes e de diversos ramos de atuação. Das empresas inscritas, 91 enviaram o questionário de avaliação devidamente preenchido e no prazo estipulado. Após o processo de avaliação, 25 empresas foram aprovadas e reconhecidas como Empresa Pró-Ética 2016. Os resultados foram divulgados durante a Conferência Lei Empresa Limpa em dezembro do ano passado. 

 

* Com informações da CGU

 

Assessoria de Comunicação Social do MDIC 
(61) 2027-7190 e 2027-7198 
imprensa@mdic.gov.br 
  
Redes Sociais: 
www.twitter.com/mdicgov 
www.facebook.com/mdic.gov 
www.youtube.com/user/MdicGovBr 
www.flickr.com/photos/mdicimprensa 
http://pt.slideshare.net/mdicgovbr 
https://soundcloud.com/mdic

registrado em:
Fim do conteúdo da página