Ir direto para menu de acessibilidade.
Página inicial > Comércio Exterior > Plano Nacional da Cultura Exportadora - PNCE > Treinamentos sobre como exportar - Redeagentes
Início do conteúdo da página

Treinamentos sobre como exportar - Redeagentes

redeagentes

A Rede Nacional de Agentes de Comércio Exterior-Redeagentes é um programa desenvolvido pelo Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços-MDIC por intermédio da Secretaria de Comércio Exterior-SECEX, em parceria com diversas instituições públicas e privadas, com o objetivo de difundir a cultura exportadora e estimular a inserção de empresas de pequeno porte no mercado externo, principalmente por intermédio da realização de treinamentos, cursos e oficinas sobre como exportar.

O Redeagentes teve início no ano 2000 no âmbito do então denominado Programa Cultura Exportadora e por seu intermédio, desde o seu início até março de 2016, foi realizado um total de 987 atividades em todos os estados, em 256 municípios para mais de 26.000 pessoas.

A partir de 2006, as atividades do Programa Redeagentes passaram a integrar, também, Acordos de Cooperação Técnica que foram estabelecidos com propósito de difundir a cultura exportadora, estabelecidos entre o MDIC e os Correios, a Caixa Econômica Federal e a SUFRAMA. Foi beneficiado, também, pelo Acordo de Cooperação entre o Brasil e a União Europeia que tinha o objetivo de promover o “Apoio à inserção Internacional das PMEs Brasileiras”.

Em 2012 as atividades do Programa Redeagentes foram integradas ao Plano Nacional da Cultura Exportadora-PNCE e passaram a ser agendadas de modo a atender à demanda gerada por parte do PNCE nos estados.

Características Básicas dos Cursos e Treinamentos do Redeagentes

Os cursos e treinamentos do Programa Redeagentes tem a maior parte de seu conteúdo focado no tema exportação e são ministrados por multiplicadores, que são denominados formadores. Os treinamentos e cursos oferecidos são gratuitos para os alunos, inclusive o material didático. São realizados em parceria com instituições diversas, localizadas nos estados, que oferecem como contrapartida o local do treinamento, apoio administrativo durante a realização das atividades, equipamentos de informática e lanche para os alunos. O MDIC fornece o material didático e os formadores. Em alguns estados o Programa conta com formadores provenientes de instituições parceiras no PNCE.

A arregimentação e a seleção dos alunos ficam a cargo dos parceiros locais, que se mobilizam para formar turmas e viabilizar a infraestrutura para realização do treinamento. Os candidatos devem ser selecionados com base no perfil de público-alvo definido no projeto.

O número de alunos por turma no caso dos treinamentos e da oficina é de no mínimo vinte e no máximo trinta alunos. No caso do Curso Básico de Exportação, quando realizado em auditórios, poderão participar até 120 alunos.

As modalidades atualmente oferecidas são:

Treinamento para Agentes de Comércio Exterior – Tem por objetivo capacitar funcionários de instituições parceiras do MDIC no âmbito do Plano Nacional da Cultura Exportadora, para que possam difundir a cultura exportadora e orientar as empresas que desejam exportar.

O Público-alvo dos Treinamentos para Agente de Comércio Exterior é constituído por funcionários de instituições, órgãos e entidades como SEBRAE, SENAI, federações de indústria, Banco do Nordeste, CAIXA, Correios, secretarias estaduais, associações de comércio e indústria, associações de classe, prefeituras e outros, que tenham entre seus objetivos estimular as exportações de empresas de pequeno porte.

São cursos presenciais com 24 horas-aula, ministrados em três dias úteis, geralmente das 8h às 18h, com intervalo para almoço. O treinamento consiste em um nivelamento focado na exportação e nas ferramentas de apoio ao exportador. O conteúdo é ministrado por dois formadores.

Treinamento em Exportação para Empresas de Pequeno Porte- “Treinamento EPP”- Tem por objetivo proporcionar aos empresários e seus funcionários os conhecimentos que são necessários para exportar seus produtos. O Treinamento EPP tem carga horária de 16 horas-aula e o seu conteúdo é ministrado por dois formadores que trabalham em conjunto.

O público-alvo consiste preferencialmente de empresários e funcionários de pequenas empresas de setores com potencial exportador. Além destes, são admitidos, também, artesãos e representantes de associações comerciais, sindicatos, cooperativas, prefeituras e instituições similares. Se ocorrer disponibilidade de vagas poderão participar, também, candidatos que possuam o perfil definido para o Treinamento para Agentes de Comércio Exterior.

Curso Básico em Exportação – O Curso Básico é ministrado por um único formador e tem por objetivo proporcionar aos participantes uma visão básica dos procedimentos envolvidos no processo de exportação e divulgar as ferramentas e mecanismos de apoio ao exportador. A carga horária é de 8 horas-aula e pode ser realizado em auditórios para público de até 120 pessoas.

Oficina sobre Ferramentas de Apoio ao Exportador- A Oficina, com carga horária de 8 horas-aula, é ministrada por um único formador para um mínimo de 20 (vinte) e um máximo de 30 (trinta) alunos. É recomendável a participação anterior no Treinamento para Agentes de Comércio Exterior ou no Treinamento em Exportação para Empresas de Pequeno Porte, pois o propósito desta oficina é aprofundar o entendimento no uso das ferramentas, que são apresentadas de modo mais superficial nos referidos treinamentos.

Fim do conteúdo da página